Jun 6, 2014

Estudando nos EUA - TOEFL

Bom, as universidades americanas exigem dos estudantes internacionais um exame de proficiência em inglês. Os mais comumente aceitos são o IELTS e o TOEFL. Mas depende bastate de escola para escola. Algumas universidades até não exigem o exame e oferecem cursos de inglês antes do início das aulas, normalmente você vai encontrar mais informações do tipo onde tiver english as second language. Mas para quem for fazer o TOEFL ou algum outro exame do tipo, normalmente a universidade vai estabelecer uma nota mínima.




 Falando especificamente do TOEFL agora, que foi o teste que eu fiz, existem dois tipos de prova, uma que é escrita e a outra, que é a requisitada aos estudantes, que é feita pelo computador. Esta seria a IBT (Internet based test) e você pode tirar de 0 a 120. O valor mínimo que as universidades pedem gira em torno de 70, e quanto mais top a universidade maior vai ser este valor.
Para se inscrever para a prova você tem que desembolsar $210 (lembram que eu disse que estudar fora sai caro mesmo com bolsa?) e se inscrever através deste site. Para garantir uma vaga em um local bom, procure agendar aproximadamente 2 meses antes da sua data da prova, aproveitando este tempo para dar uma boa estudada. Todo esse tempo é porque as salas costumam ser super pequenas, onde eu fiz, por exemplo, tinham apenas quatro cabines todas lotadas. 


Agora detalhando a prova. Chegue um pouco antes, fique calmo e tudo mais. A prova tem um sistema bem bacana e diferente. Na entrada você vai passar pelo detector de metais, tem que puxar a manga da camisa e a barra da calça para cima e mostrar que você não esta escondendo nada para a examinadora. Além disso alguém vai ficar assistindo seus movimentos durante toda a prova pela câmera. E de 15 em 15 minutos vão entrar na sala para verificar o andamento.
A partir daí, é o computador quem manda, você vai colocar os headphones e seguir a viagem. As questões são cronometradas (o que é bem complicado e te deixa bem nervosa), então se concentre e se acalme. Na hora do speaking não tenha vergonha de falar. Eles irão fazer um ajuste do volume antes e depois mande bala, porque é cronometrado tudo! Até mesmo o tempo de pensar na sua resposta (entre 15 e 30 segundos).
Além de tudo, uma das grandes diferenças entre eles e uma prova no Brasil, é que tem um intervalo no meio da prova! Você sai (quando o computador mandar), respira, toma uma água, vai no banheiro, troca umas ideias com mais alguém que está lá fora e volta quando te chamarem.
Outra coisa importante é dizer que a prova é separada em seções. Eu não me lembro ao certo, mas acredito que minha ordem foi Reading, Listening, Speaking e depois Writing. Mas para cada um é diferente então não tomem como exemplo. Cada parte vale 30 pontos somando 120 no total.


  • Seção Reading- textos longos, então prepare-se para cansar. Normalmente artigos e coisas do tipo, mas nada muito complicado de entender.
  • Seção Listening - Uma das partes mais fáceis e tranquilas na minha opinião. Você ouve alguns diálogos e também vai ouvir algumas aulas bem variadas (No meu caso foi Música, Biologia, História...) e depois responder algumas perguntas. A aula é básica e você não precisa dominar o assunto, apenas faça questão de anotar bastante na folha de rascunho que te entregam.
  • Seção Speaking - Achei normal. Normalmente vai ter uma pergunta e você tem que  responder explicando o porque de sua resposta, o problema aqui é o tempo cronometrado na tela. Vale a pena anotar alguns tópicos que você pretende falar no tempo que eles dão para você pensar. Lembre-se de mostrar que tem bastante vocabulário e uma pronúncia boa.
  • Seção Writing - Para mim foi a mais difícil, por ser algo mais difícil de estudar sozinha (no sentido de que é sempre bom ter uma pessoa para avaliar o texto), mas vale procurar algumas propostas diferentes na internet e praticar assim mesmo.



No mais, a prova não tem um nível de dificuldade muito grande. Eu já tinha terminado meu curso de inglês então até que fui com uma nota boa (100) mas lembre-se que tudo depende da universidade que você escolher.
Além disso, use e abuse de simulados que estão disponíveis na internet aos montes.
Beijos e Boa Prova! Qualquer dúvida a mais que tiverem sintam-se livres para perguntar nos comentários!
Para mais da série Estudando nos EUA - clique aqui.

2 comentários :

Rudson Veras said...

3 anos seriam suficiente para sair do Básico "Quase nada", para um nível "fluente"?
Aguardo resposta :D ... Estou no meu 1º ano do ensino médio e desde já me preparo.
Se possível gostaria de trocar alguns emails com você. Seria de grande ajuda pra mim.

Serei eternamente grato. Meu e-mail ==> guitarproo@hotmail.com

Gabibibah said...

Acho que se você se esforçar consegue sim ;) Sem problemas converso com você :)

Post a Comment